pós-graduação híbrida em

NUTRIÇÃO NA UTI NEONATAL

360 horas

híbrido

por que uma
pós-graduação
híbrida?

  • Atividades online para fixação e avaliação de conteúdo – tanto individual quanto em grupo.
  • Aulas remotas ao vivo com professores da disciplina e oportunidade de interação com colegas de sala.
  • Aulas práticas presenciais para aplicação da teoria na vivência da profissão.

apresentação

A assistênciae a terapia nutricional na UTI Neonatal podem fazer a diferença nas tristes estatísticas de mortalidade dos neonatos no Brasil.

As necessidades nutricionais da criança, em particular do recém-nascido (RN) são muito diferentes das verificadas em adultos, especialmente devido à necessidade de crescimento e desenvolvimento (FEFERBAUM, 2005).

O RN termo adapta-se rapidamente à substituição da oferta intrauterina, no entanto, os neonatos prematuros apresentam chances aumentadas de desenvolver deficiências nutricionais, principalmente pelas suas reservas limitadas, maiores necessidades de nutrientes, enorme velocidade de crescimento, imaturidade de vários órgãos e sistemas, e a dificuldade em se prover uma nutrição adequada aos distúrbios clínicos e cirúrgicos.

Segundo ELLARD, ANDERSON, 2015, a intervenção nutricional precoce e agressiva é vantajosa para a melhora desses neonatos.

Os prematuros que nascem abaixo de 32 semanas necessitam de uma atenção especial, tendo em vista aos vários problemas de adaptação que ocorrem nas primeiras semanas de vida e que afetam a sua situação nutricional e capacidade de alimentação. Assim a garantia do adequado estado nutricional torna-se um momento crítico e de alta importância do cuidado ao recém-nascido (LEAL et al., 2016).

Tendo em vista do que foi exposto, a proposta deste curso é desenvolver, no profissional nutricionista e/ou outros, a capacidade de avaliação para intervenções multidisciplinares na UTI Neonatal, fazendo uso de ferramentas de monitoramento, conhecimento das principais formas de aleitamento materno, uso de fórmulas lácteas e de outras formas de alimentação do RN, ou seja, o manejo da dieta oral, enteral e parenteral. Assim, está pós-graduação possibilitará a diferenciação no mercado de trabalho, especialmente aos nutricionistas que buscam atuar nesta área, visto que a oferta de especialistas é muito pequena para o mercado de trabalho de atuação na área. Vale ressaltar que cabe ao nutricionista, lutar pela valorização da profissão e por mais espaços de trabalho mediante especialização em áreas mais remotas.

objetivos

  • Capacitar o nutricionista e outros profissionais de saúde para o cuidado ao recém-nascido na UTI Neonatal;
  • Promover o estudo da Avaliação Nutricional em bebês na UTI Neonatal, como o primeiro passo para a determinação do cuidado integral;
  • Aprimorar o conhecimento na área da Nutrição e Alimentação de neonatos internados na UTI Neonatal;
  • Produzir conhecimentos e técnicas para fomentar a prática do aleitamento materno em UTIs Neonatais;
  • Apresentar ao Nutricionista e demais profissionais de saúde, o funcionamento de um Banco de Leite Humano - BLH, como apoio para a recuperação do RN da UTI Neonatal;
  • Promover o estudo das relações ético-morais em uma equipe multidisciplinar.

público-alvo

Nutricionistas e outros profissionais que atuam ou que desejam atuar nos cuidados e recuperação da saúde do RN na UTI Neonatal

mercado de trabalho

Os cuidados intensivos em uma UTI são muito abrangentes, mas vale destacar aqui a
monitorização de sinais e sintomas, avaliação e manejo da dor, os aspectos nutricionais,
psicológicos, sociais, dentre outros, nos quais fazem com que a UTI oferte cuidados intensivos e
multidisciplinares, tornando as ações, intervenções e terapêuticas adotadas por profissionais
devidamente competentes para tal.
Para que o profissional da saúde possa atuar de forma eficiente no ambiente hospitalar,
especificamente o da UTI Neonatal, é fundamental que ele saiba a real condição de saúde do
paciente ali internado, sendo capaz de monitorar de maneira mais frequente a evolução clínico
nutricional, garantindo o acesso do neonato ao melhor que a terapia nutricional pode lhe
oferecer, com vistas à recuperação da sua saúde, permitindo um adequado crescimento,
desenvolvimento e a diminuição das injúrias nutricionais. Com a aplicação de indicadores de
qualidade, pode-se garantir a eficiência nas rotinas diárias no processo de assistência nutricional.
Segundo as definições da ONA (Organização Nacional de Acreditação), em seu Manual,
considera a assistência nutricional como: “Atividade voltada para atender às necessidades
nutricionais específicas dos pacientes, permitindo criar oferta de produtos ou programas para
assegurar a promoção, prevenção e recuperação nutricional“. A ANS (Agência Nacional de Saúde
Complementar) deu mais força para essa necessidade do nutricionista na assistência nutricional
através da resolução normativa RN 262 de 01 de junho de 2011. Nela, deu obrigatoriedade de
cobertura da assistência nutricional nos hospitais, definindo as “consultas, visitas hospitalares ou
acompanhamento de pacientes” como procedimentos a serem realizados por esse profissional.
A ANVISA, reconhecendo a necessidade de assistência multidisciplinar da terapia
nutricional, determinou através da Resolução da Diretoria Colegiada – RCD N° 63, de 6 de julho
de 2000, a obrigatoriedade da equipe multidisciplinar de terapia nutricional, sendo um dos
membros obrigatórios dessa equipe o nutricionista capacitado e treinado para essa assistência.
Por fim, e não menos importante, cabe ressaltar a importância da intervenção nutricional
ao neonato aliada ao apoio do BLH (Banco de Leite Humano), como é mais conhecido
atualmente, que é o setor regulado pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RedeBLH),
definido como um centro especializado responsável por promover o aleitamento materno e
executar a coleta, processamento e controle de qualidade de colostro, leite de transição e leite
maduro, com objetivo de distribuir para crianças internadas na UTI Neonatal, que dele
necessitam como fator de sobrevivência e recuperação da saúde.

organização curricular

DISCIPLINA HORAS
Módulo 1
Desenvolvimento Pessoal e Profissional nas Carreiras da Saúde 40h
O Sistema Gastrointestinal do Prematuro 40h
Avaliação Nutricional na UTI Neonatal 40h
Necessidades e Recomendações Nutricionais do RN em UTI Neonatal 40h
Manejo Clínico das Condições Especiais do RN em UTI Neonatal 40h
A Importância do Leite Materno na Recuperação do RN e o Método-Canguru 40h
Nutrição Enteral e Parenteral na UTI Neonatal 40h
O Banco de Leite Humano (BLH) 40h
A Equipe Multidisciplinar da UTI Neonatal 40h
Carga Horária Total 360h
Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (Optativa)* 60h
Carga Horária Total com TCC 420h
*O TCC é opcional e tem custo adicional.

duração do curso

Oferecer-se-á a Pós-Graduação Lato Sensu em Nutrição na UTI Neonatal, com duração aproximada de 10 meses.

certificação

O curso é autorizado pelo Ministério da Educação - MEC, por meio da Portaria nº 362 de
14 de março de 2017 e com validade em todo o território nacional. Atende às exigências da
Resolução CNE/CES nº 01, de 6 de abril de 2018 e do Decreto Federal nº 9.057/2017.

investimento

Consulte para mais informações.

Falar por WhatsApp: